Home arrow NEWS arrow O Número de Genes Humanos “Diminuiu” Novamente
O Número de Genes Humanos “Diminuiu” Novamente PDF Imprimir E-mail

O número estimado de genes no genoma humano, publicado em conjunto com o working draft do genoma humano em 2001 era de 35.000. O Science Daily de 15 de Janeiro de 2008 anunciou um novo estudo onde este número caiu para 20.500. A metodologia tradicional procura aqueles que produzem proteínas, sendo seqüências de 300 ou mais nucleotídeos onde um sinal genético start e um outro stop são utilizados para determinar o começo e o fim da seqüência.

O modelo proposto pelos pesquisadores do Clamp and Broad Institute, sob a direção de Eric Lander, desenvolveram um método “para distinguir entre genes verdadeiros e os identificados incorretamente”. Este método procura tirar vantagem de “um outro indicador de genes que codificam proteínas: conservação pela evolução”.

Assumindo que evolução aconteceu, os pesquisadores estão agora usando um modelo no qual se uma seqüência não aparece em outros organismos ela não pode ser considerada um gene. Assim sendo, a equipe dirigida por Eric Lander já encontrou cerca de 5.000 seqüências que “haviam sido incorretamente classificadas como genes”.

Seria muito importante para este modelo de pesquisa científica que a sua base, a evolução, fosse primeiramente provada, antes do modelo ser aplicado. Uma base falsa produziria resultados falsos.

Provavelmente estes 5.000 genes que foram desconsiderados provavelmente acabarão sendo considerados num futuro próximo como “ genes importantes” dentro do genoma humano.

Última Atualização ( 01 de março de 2008 )
 
< Anterior